Sim. É possível.  Havendo bens a serem partilhados, o casal pode procurar um advogado para que seja redigido um documento no qual conste o levantamento dos bens e como os mesmos serão divididos. E, se o casal não tiver filhos menores pode ser realizado no cartório ou extrajudicial, caso contrário, tendo filhos menores de idade, a  ação é de divórcio consensual cumulado com partilha de bens.

Linda Ostjen

Advogada, licenciada em Letras pela PUC/RS, bacharel em Ciências Jurídicas pela Faculdade de Direito da PUCRS, com especialização em Direito Civil pela UFRGS e Direito de Família e Sucessões pela Universidade Luterana (ULBRA/RS), Mestre em Direitos Fundamentais pela Universidade Luterana.
Escritório em Porto Alegre/RS, Av. Augusto Meyer, 163 conj. 304.
Email: linda@ostjen.com

Anúncios