O “Respeito” deve ser o norte das decisões judiciais. Gretchen comemora vitória na Justiça contra youtuber que xingou ela e Thammy. É uma ótima notícia, pois não é possível a justiça permitir a falta de respeito em nenhuma hipótese. Ninguém pode ofender, injuriar e xingar outra pessoa pela sua orientação sexual. A  boca grande da Youtuber só foi fechada por ordem judicial.

Mais sobre a notícia:

“Mesmo morando em Paris, na França, Gretchen está ligada aos comentários sobre ela aqui no Brasil e resolveu entrar com uma ação (cível e criminal) por danos morais contra a youtuber Tulla Luana, de Sumaré, município do Estado de São Paulo. Segundo a cantora, a moça vem publicando vídeos com xingamentos a ela e ao filho transgênero, Thammy Miranda.

A eterna rainha do bumbum ganhou  uma decisão favorável no Tribunal de Justiça do Estado do Espírito Santo (TJ-ES) em que manda tirar do ar os vídeos em questão no prazo de 72 horas e proíbe a youtuber de citar o nome da artista, sob pena de multa diária de R$ 2 mil, até o limite de R$ 50 mil.

A ação incluiu a empresa Google, dona do YouTube. O site de relacionamento foi notificado a retirar do ar os tais vídeos com ofensas a Gretchen. A cantora também pretende pedir uma indenização por danos morais.

Em conversa com o EXTRA, Gretchen festejou a vitória no processo. Vale lembrar que o Google e a youtuber têm um prazo de quinze dias para apresentar suas consternações judicialmente.

“Ela ofendeu a minha honra, me caluniou, ofendeu minha filha de 6 anos e a outra de 28. E acabou com o Thammy. Espero que seja feita Justiça, apenas isso”, desabafou a cantora.

Gretchen também usou o seu canal no Youtuber para falar do processo movido contra Tulla Luana. No vídeo, ela agradeceu a Justiça brasileira (assista abaixo).

“Vim aqui dar uma resposta sobre uma certa pessoa que andou me ofendendo no canal dela no Youtube. Entrei com um processo civil e criminal contra essa pessoa. A partir de hoje, essa pessoa não pode mais postar vídeos nem citar o meu nome nem o do meu filho, Thammy. E ela é obrigada a tirar todos os vídeos e fotos falando de mim e das minhas filhas. A Justiça foi feita. A partir de hoje, qualquer menção sobre o meu nome e o de Thammy, ela paga uma multa de R$ 2 mil por dia”, informou. “Quero agradecer a Justiça do Brasil e dizer que estou muito feliz de poder provar a minha inocência”.

Youtuber se diz “inimputável”

Por meio de uma rede social, a youtuber se manifestou sobre o ocorrido, mas sem citar o nome de Gretchen. No post feito na madrugada desta sexta-feira, Tulla volta a xingar a mãe de Thammy e se diz “inimputável”.

“Uma revista famosa me procurou para uma entrevista. Estou mais famosa que nunca! Esse ano de 2016 literalmente foi o meu ano de conquistas. Sou inimputável, sim. E o magistrado que me condenar estará infringindo o código penal brasileiro. Que vou pagar R$ 2 mil o quê? Acordem para a vida! EU falei tantas verdades dessa meretriz que ela ficou fora de si. Mas eu consegui. E para falar que uma pessoa é exemplo de alguma coisa, é preciso ver o passado! Eu tenho muito orgulho de mim”, escreveu.

Os vídeos com insultos à Gretchen e familia foram retirados do ar na noite desta quinta-feira pela própria youtuber. O site de buscas Google informou que “não comenta casos específicos”.

Ao EXTRA, Tulla, de 46 anos, revelou que era fã de Gretchen quando era criança e que passou a criticar a postura da ex-dançarina depois que ela resolveu participar do programa “A fazenda”. A Youtube diz que costuma comentar reality shows em seu canal desde 2010. Ela conta ainda que resolveu fazer comentários sobre a mãe de Thammy depois que ela virou youtuber.

“Não falei nada demais, só disse o que eu penso em relação a ela. Ela está dizendo que eu tenho inveja dela. Para mim, ela não é uma youtuber. Para mim, ela é uma cantora e atriz pornô que quer ganhar um dinheirinho a mais. E quanto ao processo que ela move contra mim, quero dizer que eu sou inimputável, tenho esquizofrênica há mais de 11 anos, vivo de INSS e do meu auxílio doença”.

Em conversa com o EXTRA, o advogado de Gretchen, comentou a atitude da youtuber e disse que ela terá que responder criminalmente pelos seus atos.

“Essa história de inimputável não vai colar. Se ela é interditada, o representante dela é responsável pelos atos dela. A Gretchen é uma pessoa pública, e você comentar sobre uma pessoa pública é uma coisa, agora, você acusar a pessoa de crime, é outra. Ela acusou a Gretchen de maus tratos com a filha. Tudo isso ultrapassou o limite do aceitável. Estamos movendo dois processos: um cível e um criminal. No cível, pedimos que ela e o Youtube retirem os vídeos do ar, e pedimos uma indenização por danos morais. Minha cliente não quer dinheiro, ela está em busca de Justiça. Mas o que vier, vai servir para mostrar que o respeito tem que estar acima de tudo”. Sobre o assunto:

Fonte: http://extra.globo.com/famosos/gretchen-comemora-vitoria-na-justica-contra-youtuber-que-xingou-ela-thammy-ofendeu-minha-honra-20658167.html#ixzz4ZPmO6I3r

Linda Ostjen

Advogada, licenciada em Letras pela PUC/RS, bacharel em Ciências Jurídicas pela Faculdade de Direito da PUCRS, com especialização em Direito Civil pela UFRGS e Direito de Família e Sucessões pela Universidade Luterana (ULBRA/RS), Mestre em Direitos Fundamentais pela Universidade Luterana.
Escritório em Porto Alegre/RS, Av. Augusto Meyer, 163 conj. 304.
Email: linda@ostjen.com

Anúncios