O assassino e cara-de-pau perdeu a oportunidade de ficar quieto. É com profunda tristeza que repasso notícias sobre a liberdade desse sujeito.

O ex-goleiro Bruno Fernandes, 32 anos, que deixou a prisão na sexta-feira após seis anos e sete meses preso pelo assassinato da ex-namorada Eliza Samudio, disse que pagou caro pelo que fez e que se ficasse o resto da vida na prisão, isso não mudaria a situação da vítima. “Independente do tempo que eu fiquei…

via Nem prisão perpétua traria vítima de volta, diz ex-goleiro Bruno — VEJA.com

Anúncios