Diz a TV e os Netos de Edir Macedo vieram de esquema, segundo série de emissora portuguesa.

 

IURD nega e diz que irá processar responsáveis, incluindo ex-pastor ouvido na reportagem

“Eu nunca vi esse meu filho dar um passo”, diz, aos prantos, uma mulher apresentada na reportagem como a mãe de Vera, Luis e Fábio. Segundo a série, que terá dez episódios, as crianças, que então tinham 3 anos, 2 anos e 9 meses, foram foram levadas em 1995 a um abrigo mantido pela Universal em Lisboa após a mãe ter sido denunciada por deixá-los sozinhos em casa enquanto trabalhava.

Os três foram levados aos Estados Unidos e, depois, adotados por Viviane Freitas, uma das filhas de Edir Macedo.

Outros bispos e pastores teriam também obtido crianças no mesmo lar, que foi regularizado em 2004 e só encerrou as atividades em 2011. A reportagem afirma que a onda de adoções na igreja ocorreu como parte de uma política de Macedo: primeiro ele recomendou vasectomia a pastores e bispos e, depois, passou a orientar adoção.

 

A mulher ouvida na reportagem diz que jamais deu os filhos para adoção e que esperava reavê-los assim que sua situação financeira melhorasse.

Já a IURD diz que o processo de adoção foi legal.

Vera e Luís, os netos adotivos de Macedo, gravaram vídeo criticando a reportagem e prometendo processar a emissora.

“Contam-se pelos dedos de uma mão as crianças que foram adotadas por essa via – com decisão judicial, sublinhe-se – por casais ligados à Universal”, diz a nota da igreja.

A Universal afirma ainda que a reportagem é uma tentativa de difamar a instituição porque traz o depoimento de Alfredo Paulo Filho, um ex-integrante da Igreja Universal que saiu do grupo em 2013 e que mantêm batalha legal com Macedo.

A emissora portuguesa diz que as jornalistas Alexandra Borges e Judite França trabalharam no material durante sete meses até encontrar documentos e as mães das crianças “roubadas”.

A série traz também um crítico histórico da chegada da IURD à Portugal e um apanhado dos problemas com a Justiça da igreja, a terceira com mais fiéis do Brasil, que controla a segunda maior rede de TV do país, a Record.

Fonte: https://goo.gl/HQJbFR

Anúncios