A legislação brasileira não permite que indivíduos com grau de parentesco por laços de sangue ou afinidade, como primos ou cunhados, comprovem união estável.

Quem é adotado também não pode se casar com o pai adotivo, por exemplo.

E o Genro não pode ter união estável com a sogra. Vale dizer que sogra a gente apenas acumula. Não existe ex-sogra.

Pessoas casadas também não, mas as divorciadas sim.

Além disso, o cônjuge condenado por tentativa de homicídio não pode comprovar união estável com o cônjuge sobrevivente.

Anúncios