Então eles estão ai…os gays. Novidade?

Afinal, por que a forma que os outros desenvolvem a sua própria  sexualidade sempre foi motivo de tanta polêmica?

Penso que é o imaginário que  impede de tentar admitir outros tipos de perspectiva em relação a esse tema.

Vale recuar  para no tempo.

Na Grécia, por exemplo, o envolvimento entre pessoas do mesmo sexo não era nenhuma anormalidade.

Na cidade-Estado de Atenas e em Roma era comum também.

Mas o sexo mudou o valor que foi para estritamente procriador do sexo, disseminado pela cultura judaica, a concepção sobre o ato homossexual foi ganhando novas feições.

Com o advento do  cristianismo vem a idéia de que o sexo entre iguais seria pecado.
E desde o final do Império Romano, várias ações de reis e clérigos tentaram suprimir o homossexualismo.

Mesmo assim, aom longo da história, tivemos vários relatos de representantes da nobreza tiveram casos com parceiros e parceiras do mesmo sexo.

No século XIX, com a efervescência das teorias biológicas e o auge da razão como verdade absoluta, teorias queriam dar uma explicação científica para as homossexualidades.

No século XX, a lobotomia cerebral foi declarada como uma solução cirúrgica para que quisesse se “curar” a prática sexual.

Nesse mesmo período, diversos grupos lutaram pelo fim da discriminação e a abolição da classificação científica que designa o “homossexualismo” como doença.

O tema causa preconceito, mas não desde sempre.

A identidade sexual não pode ser controlada por  alguma instituição.
Diante do exposto, este assunto, nada tem de novo!
Os gays, os homoafetivos e as homossexualidades existem desde que o homem existe.
Há tanto o que fazer no nosso país e no mundo.
Que tal  os homofóbicos lidarem com respeito?
Anúncios