Vida Legal

Porque a vida é muito mais interessante que a ficção.

divórcio

“Vai Entender as Emoções!?”

Linda Ostjen

Linda Ostjen, advogada em Porto Alegre

Essa frase divertida foi da colega ao presenciar a volta de um casal, no nosso escritório, com toda a papelada pronta para o divórcio.

O divórcio e a dissolução da união estável causam uma confusão forte  na vida das pessoas.

O divórcio ou a dissolução de união estável vem com uma crise intensa que inclui diversos movimentos.  Muitas pessoas preferem a zona do conforto, da  acomodação do que enfrentar a  transformação.

Vamos combinar que cada vez que eu falar “divórcio” vale também para a união estável.

O divórcio é uma das crises da vida que mais impacto, sem dúvida. Os  níveis de stress, dor, sofrimento psicológico e, na maioria dos casos,  problema financeiro.

Paul James Bohannan,  era um antropólogo americano conhecido por suas pesquisas sobre o divórcio nos Estados Unidos,   concebeu um modelo que nos ajuda a compreender a multiplicidade de emoções da fase.

O autor descreve seis processos paralelos de divórcio: o emocional; o divórcio legal; o divórcio económico; o divórcio parental; o divórcio comunitário e o divórcio psicológico.

Os divorciandos passam por estes processos em seqúência variável, em sobreposição e sem nenhuma regra, pois cada casal vive com intensidades diferentes e em acordo com as novas situações.

divórcio emocional inicia-se pela consciencialização da insatisfação e do descontentamento. O foco é nos aspectos negativos da relação. Os dois ou um  um dos membros começa a reduzir o investimento emocional. Começa o distanciamento.

divórcio legal executam-se todos os procedimentos correspondentes à tomada de decisão judicial.

divórcio económico trata da corresponde à partilha de bens e atribuição de pensão de alimentos aos filhos. Ou o ex-marido/ex-esposa se for o caso.

A crise financeira que acontece no país gera muita angústia ou mesmo desespero, já que cada um poderá experimentara falta ou a diminuição dos recursos financeiros.

divórcio parental corresponde à noção de que os pais se divorciaram um do outro mas não dos seus filhos. A relação com os filhos muda e muda muito. Muda a relação com os filhos ainda mais para o Divorciando que saiu do lar comum, ou o que não ficou com a guarda ou convivendo com os filhos. Imagina que agora o pai ou a mãe que não tem a guarda física do filho se limita a um acordo de “visitação“.

divórcio comunitário por sua vez, é o processo relativo aos movimentos de proximidade da sua família de origem e de afastamento da família do ex, afastamento de parentes, afastamento de amigos e algumas vezes dos grupos, clubes, academias. Aproximação de uns e as novidades e afastamento de outros e a concretização da ausência do apoio familiar e social. A consequência é a solidão e o isolamento, justamente em fase da vida tão necessitada de apoio.

divórcio psicológico trata as questões de autonomia,  de  construção da identidade, pois se perdeu a identidade de casal, a influência, a proteção, o poder e o do outro cônjuge.

Diz Paul James Bohannan que o divórcio psicológico é o processo que corresponde à “verdadeira separação”, já que permite que se aprenda a viver sozinho e não em casal.

A analise dos processos torna lúcido o terremoto que o divórcio provoca e a emoção  de “fim de mundo” percepcionada por muitas pessoas.

Leia também sobre o divórcio os lincks abaixo:

Ele não vai assinar o divórcio!!!

Divórcio logo após o casamento

Anúncios

2 comentários em ““Vai Entender as Emoções!?”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: