E se a criança não gosta de passar tempo com o outro genitor?

Qual deve ser a postura do pai com quem ela mora?

A criança não quer ir ou quem tem a guarda física não gosta de deixá-lo ir com o outro genitor?

Quem tem a guarda física faz campanha para desmoralizar ou seja, campanha contra o outro cônjuge?

Muitas coisas podem estar a ocorrer e não adianta você adivinhar…pois o céu é o limite.

Quando  o filho realmente não quiser ir, é preciso descobrir o motivo – o que acontece durante o tempo com o outro genitor que a incomoda?

Em todo o caso, é obrigatório entregar o filho até que haja provas de que a convivência com o outro pai prejudica a criança.

Alienação parental é motivo para buscar a justiça e compor a situação.

Maltrato e descaso com a criança também é motivo de buscar os direitos do menor na justiça.

Tudo tem solução e se não for por entendimento entre os genitores, a justiça é capaz de decidir o melhor interesse da criança, não apensas de acordo com normas, mas  há equipe jurídica capaz de analisar a situação.

Afinal, a parte que não está entregando pode estar induzindo o filho a não querer ir ou fazendo alienação parental – em ambos os casos, quem sai perdendo é a criança.

Advogada divorcista Linda Ostjen

lindaostjen@gmail.com

linda@ostjen.com

Anúncios